Consulta dentária da Grávida

O objetivo da consulta da grávida é ser educacional e pedagógica. A grávida está numa fase da vida muito especial e está muito receptiva a todas as informações que possam ajudar o seu bebé a ter uma vida feliz e saudável.

 

 

Uma má saúde oral pode interferir na gravidez?

Sim. Estudos mostram que existe relação entre doenças gengivais e nascimento de bebés prematuros e/ou com baixo peso.

 

Durante a gravidez pode realizar-se tratamento dentário?

Sim. A melhor opção é fazer uma consulta de avaliação em relação ao estado de saúde oral e, caso seja necessário, realizar tratamento dentário antes de engravidar.

Caso esteja grávida, informe o médico dentista pois exames radiográficos, determinados tipos de anestesia e certos medicamentos devem ser evitados.

Durante a gravidez, o acompanhamento dentário é muito importante de forma a manter ou a restabelecer uma boa saúde oral. As consultas podem ser realizadas em qualquer fase da gravidez, porém, o melhor período é o 2º trimestre. 

 

Que tipo de problemas dentários podem ocorrer durante a gravidez?

Na gravidez há um aumento dos níveis hormonais de estrógeneo e progesterona, uma alteração da flora oral e do metabolismo dos tecidos periodontais, para além de uma redução dos cuidados com a higiene oral, o que contribui para uma inflamação gengival que conduz à gengivite gravídica.

 

 

Os dentes ficam fracos na gravidez?

Não. Além das alterações hormonais que interferem no metabolismo periodontal e o facto de as grávidas ingerirem mais alimentos doces associado a uma higiene oral mais descuidada, o risco de cárie é maior. Se a grávida tiver uma boa higiene oral e não houver inflamação gengival, mesmo com as alterações hormonais, o risco de cárie é o semelhante ao de qualquer mulher.

 

A mulher perde cálcio dos seus dentes durante a gravidez?

Não. É um mito dizer que a mulher perde cálcio dos seus dentes durante a gravidez, o cálcio que o bebé precisa vem da dieta e não dos dentes.

 

Existe acompanhamento dentário pré-natal?

Sim, recorra a um Odontopediatra. Este orientará a grávida sobre a importância da amamentação, alimentação, higiene oral, consultas do bebé, uso da chupeta, aplicação de flúor, entre outras.